A história secreta

A história secreta

O que aparece nos livros de história não é a história real do mundo. A história real é feita em segredo e quase nunca é documentada, ela gira em torno de um punhado de jogadores-poderosos, juntamente com um pequeno número de sociedades secretas e associações fechadas. A história real é sobre conspirações enquanto a história, como aparece nos livros, se assemelha a uma investigação da cena do crime. Eventos acontecem e historiadores vieram depois para tentar descobrir o que causou esses eventos, mas enquanto os investigadores da cena do crime têm elaborado técnicas científicas para ajudá-los a recolher provas decisivas, os historiadores têm acesso apenas ao que está disponível no registro público, onde as informações muitas vezes não são confiáveis.

 

Se não houver nenhum registro público, os historiadores não têm nada para se basearem, além da sua imaginação. Eles criam uma narrativa para ligar os acontecimentos, para estabelecer causa e efeito. Mas isso é tudo o que é - uma narrativa, uma história. Não é a verdade. As verdadeiras causas são sempre escondidas do olhar da história. Só um tolo levaria a interpretação de um historiador de eventos como realidade. A história é tão significativa quanto a crítica literária. Os historiadores estão sempre narrando o que não é confiável.

No final do filme "O Poderoso Chefão", Michael Corleone é visto sendo apontado como o novo GodFather, e a porta é fechada no rosto de sua mulher porque ela é uma pessoa de fora - não confiável. Também é fechada no rosto da platéia. Isso é uma metáfora para a história. A porta sempre é fechada em nossos rostos no momento em que as decisões vitais são tomadas.
Nós nunca ouvimos falar o que aconteceu, quem disse o quê, quem adiantou quais os argumentos, quem não concordava, que olhares foram trocados, o que foi sussurrado. Tudo que temos é a especulação de historiadores que não estavam lá, trabalhando a partir de fontes de segunda mão e as narrativas de gerações anteriores dos historiadores.

Toda a história pode ser considerada como "The GodFather" em uma escala global. Os poderosos conspiram em salas secretas longe do escrutínio público e, em seguida, enviam os seus agentes, assassinos e cães de ataque para executar a sua vontade. Presidentes, papas e príncipes são os agentes também. Embora essas pessoas possam parecer poderosas, por direito próprio, os reais decisores ficam em segundo plano, invisíveis. Presidentes, na maioria das vezes, são fantoches que cumprem a ordem de seus mestres. Isso envolve declarações de guerra, introdução de novas leis favoráveis para os "PuppetMasters - Controladores", contratos lucrativos para as empresas que novamente favorece os "PuppetMasters", empregos bem remunerados, fazendo os inimigos desacretitarem que os "PuppetMasters" existem, plantio de histórias, até mesmo a realização de assassinatos . Tudo isso será negado, é claro.


E, naturalmente, eles têm uma enorme máquina de desinformação, a desinformação com a propaganda, para esconder a verdade de seus inimigos. Os teóricos da conspiração são sempre julgados como loucos. Quem se beneficia com o descrédito dos teóricos da conspiração? Os conspiradores, é claro. O seu maior truque é convencer as pessoas comuns que eles não existem. No conto The Emperor's New Clothes, os tecelões
scam-artistas dizem que quem é incapaz de ver o imperador (inexistente) de roupa nova ou são estúpidos ou impróprios para o cargo que detêm. Algo semelhante acontece no sentido inverso com as teorias da conspiração. Quem pode ver a conspiração é chamado de burro ou impróprio para o "escritório". Mas em cada caso a realidade é o oposto do que nos é dito.

Nenhum historiador jamais irá tomar a sério as teorias da conspiração. Eles não podem concordar. Se eles admitem que as teorias da conspiração existem, então eles estão se colocando fora de um trabalho porque eles estão admitindo que as causas de grandes eventos históricos são sempre escondidos deles. Historiadores promovem suas próprias agendas e exageram sua própria importância e significado. Os conspiradores podem aliar-sem com historiadores para não causar nenhum problema. É uma aliança de interesses pessoais.


Muitas teorias da conspiração são absurdas. Isso não significa que as conspirações não existem. A questão toda sobre conspirações é que apenas os conspiradores sabem o que acontece nas reuniões secretas. Então todo mundo tem que se envolver e basear-se em especulações, adicionando à mistura de seus próprios preconceitos, e fantasias. Em pouco tempo, as pessoas estão reclamando que os Illuminati são lagartos (reptilianos, que piada, lol) de uma outra dimensão que se vestem com trajes zip-up se disfarçando de humanos ou usam
tecnologia elaborada que muda de forma sua verdadeira face e pode ser vislumbrada apenas em determinados pontos de transição. Isto é onde as teorias da conspiração se fundem com a ficção científica e fantasia. A maior parte dessa maneira de pensar tem origem na obra do fundador da Cientologia, o escritor de ficção científica Ron Hubbard L.

Os Illuminati têm se engajado em conspirações, no decorrer dos milênios, mas a grande maioria falhou. Os Illuminati são contra conspiradores que são imensamente mais poderosos. Em raras ocasiões, eles conseguiram se infiltrar nos conselhos segretos da Velha Ordem Mundial, e é a partir desses episódios que construíram o seu conhecimento sobre o OWO (Velha Ordem Mundia) e seu modo de operar, mas atualmente eles têm ninguém no interior. Da mesma forma, em algumas ocasiões o inimigo se infiltrou nos Illuminati, mas nenhum infiltrado teve acesso ao mais alto nível. Até mesmo os membros dos Illuminati quase nunca entram em contato direto com o Conselho de Governo dos Illuminati.


Muitas das pessoas que condenam os Illuminati são ricos, de direita, a monarquia pró-fascista que, nos dias de hoje, estão revoltados com a Revolução Francesa e detestam o lema dos Illuminati de inspiração dos revolucionários: liberdade, igualdade e fraternidade. Se você acha que o rei Luís XVI da França era um homem grande e nobre e que as famílias aristocráticas e as elites ricas devem correr o mundo, então você deve se alinhar contra os Illuminati. Se, por outro lado, você acha que cada pessoa deve ser dada uma oportunidade justa e deve ir tão longe na sociedade, através de seus talentos e independentemente da riqueza, status e relações sociais de seus pais, e que não deve haver mestres e nem escravos, então você deve apoiar os Illuminati.


Sim, nós procuramos estabelecer uma Nova Ordem Mundial. 


Sim, nós procuramos derrubar os tiranos. 

Sim, nós queremos destruir as redes de privilégio. 

Sim, nós buscamos a abolição das religiões satanistas como o cristianismo. 

Essa sempre foi a missão dos Illuminati. Você acha que a aspiração é o mal? Os inimigos dos Illuminati são os maus, os que conspiram contra o povo. Os Illuminati visam libertar os oprimidos e oprimidas. Qualquer um que não compartilha dessa aspiração é um inimigo do povo. Aqueles que falam contra a Nova Ordem Mundial e os Illuminati são os poodles das elites privilegiadas. O estabelecimento de uma Nova Ordem Mundial é uma certeza dialética. A Liberdade triunfará no final. As elites estão condenadas. Estes são os seus dias de "Crepúsculo". É o momento para as pessoas comuns entrarem na luz do sol. A Velha Ordem Mundial é o eixo do mal. Em particular, a classe dominante da América e da Grã-Bretanha são os que devem ser deixados de lado, se as pessoas quiserem ser livres.  

Em um próximo tópico, em resposta a uma série de e-mails de pessoas que leram "A História Secreta do Mundo por Jonathan Black", respondemos diversas perguntas comuns. Examinamos também quais os ingredientes que devem existir para permitir que um pequeno número de pessoas corra o mundo - conduza o mundo, assim como a OWO faz desde a antiguidade.


Fonte-parceria: https://the-movement.info/joomla
Tradução: Pax Deum

Nenhum comentário:

Postar um comentário