Educação

Educação


Toda pessoa tem direito a uma educação livre de sua própria escolha, e o governo é obrigado a fornecer educação da mais alta qualidade para cada pessoa. Educação não é ditar as pessoas o que aprender, é fornecer as ferramentas que promovam as opiniões originais, livre-arbítrio e individuais.


No mundo de hoje, é favorecido apenas um determinado tipo de inteligência, a linear,o lado esquerdo do cérebro, que processa e orienta a forma do intelecto. Podemos vê-lo em toda parte, nós construímos nossas cidades com esse tipo de lógica, os nossos edifícios não são apenas cinza, mas assim são as nossas ações e nosso vestuário, qualquer outra cor como por exemplo o azul é muito "liberal" para o escritório. Os trabalhos que as escolas se preparam para fazer, são na sua maioria maçantes e repetitivos, organização de documentos, preparação de arquivos, chamadas telefônicas e assim por diante.
Um arquiteto pode ter um grande começo para a sua carreira no ensino universitário da arquitetura, mas para a maioria deles, assim que encontrarem o seu emprego, os seus talentos criativos e teorias de design exclusivos caem no esquecimento em favor das idéias de seus chefes - o que todos fazem a partir daí é aumentar o que lhes é dito para fazer, ensaiar e representar os projetos estruturais e de gestão da integridade do edifício.
Se essas pessoas tivessem a integridade de fazer um edifício com um design que tinham em mente, as coisas poderiam ser diferentes - mas quem sabe, talvez houvesse cantos cortados no desenho também, tudo apenas para salvar um pouco de dinheiro?


Nós esquecemos o valor das pessoas como indivíduos, como uma pessoa única, com talentos únicos, porque somos a favor do dólar ou da libra ou do euro etc, sobre quem elas são. As pessoas são tratadas como gado, como peças de uma engrenagem - o seu valor financeiro é muito mais importante do que quem e quais são elas. E para quê ? Para que milhares de pessoas possam moer as suas vidas em prol da prosperidade e da liberdade de uma pessoa ? Não é essa busca da carreira uma forma disfarçada de escravidão ?


Arte, literatura, filosofia e psicologia são os tipos de atividades que não são favorecidos na Educação Pós-Secundária, porque estes são os trabalhos que "não fazem o dinheiro". Há pessoas que, mesmo que eles queiram ir e fazer esses cursos, não podem porque eles sabem que provavelmente não vão encontrar um trabalho com esse tipo de grau. Em vez disso, decidem estudar negócios ou engenharia, porque esses empregos estão em alta demanda e podem pagar suas dívidas - mas apenas quando suas vidas estão desgastadas após 20 ou 30 anos de trabalhos repetitivos, eles entendem que deveriam ter feito algo com que se teriam beneficiado.


A qualidade de vida não é baseada em quanto você acumula de riqueza, ou no valor de suas roupas ou quantas festas você já foi...




É baseado na qualidade de suas experiências, o que você fez com você mesmo, quais trabalhos e realizações que você tem feito que não só enriqueceram sua vida, mas a vida dos outros também.


Mesmo agora, as pessoas estão percebendo que o valor financeiro é totalmente separado de qualquer valor real natural, cortamos vastas extensões de árvores para que possamos fazer palitos de dente e papel higiênico - tudo por um pouco de dinheiro extra. Ou então mantem os carros do jeito que são, porque uma economia de petróleo faz gerar muito dinheiro, mantem os agricultores em países estrangeiros pobres, porque "não se pode permitir" a sua soberania econômica, já que é "mau para o negócio". O que adianta ter muito dinheiro, onde pode comprar todas as maravilhas do mundo, se isso nos deixa com
cabeças vazias, corações frios e desprovidos de propósito. Nossos valores destacados são doentios, tratamos uns aos outros como se não tivéssemos pena, ninguém realmente se importa com a destruição do planeta, com os danos ambientais, a única coisa que importa é o dinheiro, o horror da nossa mentalidade e do sistema de valores que em última análise, terá de mudar - eles estão na raiz de tudo, se os nossos valores e mentalidades não mudarem, estaremos perpetuando nossa idade das trevas do egoísmo e da ganância despudorada.

Na verdade nenhum de nós colhe os benefícios deste tipo de sistema de valores e dessa mentalidade, ninguém, exceto alguns milhares de indivíduos que tem toda a riqueza e poder no mundo e deixam todo mundo no escuro.
É justo, que a Monsanto tenha controle sobre o abastecimento de alimentos consequentemente sobre a vida de 4 bilhões de pessoas (no caso estrangeiro)? Há apenas cerca de 12 ou 20 pessoas que realmente têm a dizer sobre o que acontece com a Monsanto, por isso essas poucas pessoas têm a dizer sobre a vida de bilhões! Isso é justo? Que alguém sente que precisa assumir a responsabilidade por todos os outros, e de alguma forma têm seus meios justificados por seus fins pessoais morais, não importando o quão horrível seus meios podem ser?


Onde tudo começa para a evolução de qualquer pessoa, é na educação. Educação é a chave para o cultivo da inteligência de uma pessoa, e hoje estão privados de qualquer educação
verdadeira, porque nossas escolas são destinadas a educar-nos para o emprego, não para nos guiar em nos tornar-mos o melhor que podemos ser e plenamente nos expressarmos em nossas maneiras originais.

Nós esquecemos que os artistas e músicos enriquecem as nossas vidas de maneiras que nós apenas começamos a compreender (claro que não esses artistas de hoje nem essas músicas pobres que só são usadas para gerar dinheiro e alienar a população).
Que os filósofos e psicólogos nos ajudam a compreender a nós mesmos, dão perspectivas e sentido às coisas que nós nunca vimos em nós mesmos. É graças a eles que podemos descobrir nossos problemas latentes, enfrentá-los e resolvê-los, seguir em frente com nossas vidas em uma nova perspectiva, mais felizes e entusiasmados, porque não estamos mais sendo incomodados por nossas questões não resolvidas.

Ginastas, acrobatas, malabaristas e os iogues são pessoas que não apenas levam entretenimento para as nossas vidas, mas também um significado, nossos corpos estão saudáveis, graças às pessoas cujos talentos geram este tipo de trabalho. Todos nós afetamos a vida do outro, de alguma forma, seja diretamente ou indiretamente - cada um de nós pode ser benéfico ou maligno para a qualidade de vida de outra pessoa.

É a pobreza, tanto física como mental que gera o crime, a violência e a deterioração social. Quando uma pessoa for educada para ser independente, inteligente e soberana, então elas não terão de recorrer a meios mesquinhos para ganhar a vida.
Quantas pessoas intensificam e tomam medidas para fazer um impacto positivo sobre o mundo? poucas...  já que muitos só vão voltar para seus trabalhos do dia-a-dia, ocupar uma posição e permanecerem com seus status.... Por que um faz o que o outro não tem? O daft pode culpar a natureza humana, mas os sábios sabem que a natureza humana não é depreciativa para a nossa evolução como um todo. Podemos sempre escolher em abraçar a nossa "baixeza", ou as nossas aspirações mais elevadas, e o fator-chave na determinação dessas escolhas é a nossa inteligência.




Somos uma sociedade que sofre de desnutrição mental, somos alimentados através de um lixo de informações não só da mídia mas também das nossas escolas. Os estudantes não são indivíduos em uma escola, eles devem estar em conformidade com o currículo, para poderem passar de ano. Todos devem estar comendo o mesmo tipo de comida? Vestindo o mesmo tamanho de roupa? E é claro que nós vimos o que acontece quando todos comem junk food, mas a nossa
obesidade mental é sem precedentes. Não podemos nem mesmo navegar no mundo dos pensamentos, as nossas opiniões são tão pegajosas como o colesterol em nossas veias, cada vez que votamos para um presidente sem jamais considerar que havia mais de dois candidatos, sofremos um ataque cardíaco mental - lento e seguramente a destruir nossa inteligência a cada jogada seguinte que fazemos. Estamos recheados com informações transmitidas para nós da mídia, porque isso trava o nosso conhecimento, nunca ter conhecido nenhum conhecimento real e enquanto contarmos com outras pessoas que nos ditam as informações, nunca saberemos o verdadeiro conhecimento.

É um grande sentimento de ser capaz de realmente pensar por si mesmo, para deliberar, extrapolar e decidir por si mesmo. Procuramos, mas a mente só pode tomar decisões baseadas nas informações que lhe é atribuída e, em verdade, que nos foi dado de lixo para refletir sobre o valor do ouro...
Ou seja, se apenas nos informam lixo, nosso conhecimento vai girar em torno desse lixo, conseguem compreender o tamanho do problema ?



Não é o indivíduo que deve estar em conformidade com o currículo, é o currículo que deve estar em conformidade com o indivíduo.

A saúde mental de um indivíduo é largamente determinada pela sua inteligência, e ambas estão intimamente ligadas, nos primeiros anos e na adolescencia da sua escolaridade e educação. Pouquíssima atenção é realmente dada para a saúde pessoal de um indivíduo, especialmente na escola, apesar de tentativas de ajudar a corrigir isso (na forma de conselheiros e terapeutas), mas com sucesso limitado.
As questões não estão na resolução de nossos problemas pessoais depois de
terem ocorrido e deixado raízes na mente da pessoa, mas na sua prevenção e, finalmente, no aumento de sua saúde mental e inteligência. Isso não quer dizer que alguém nunca vai encontrar dificuldades e crises em sua vida, e que devem ser evitadas, é dar a alguém as ferramentas necessárias para tornar-se inteligente a ponto de ser capaz de gerir as suas vidas em relativa estabilidade, sem quaisquer obstáculos para o seu progresso.

O atual
"sistema" de educação não é de forma alguma trabalhada para criar inteligência pessoal, só é trabalhada para apelar para um certo tipo de intelecto que tenta encaixar os alunos em funcionamento através deste formulário do intelecto. Um pato não pode ser uma águia, este modelo de educação faz com que um amplo conjunto de reações negativas ocorram. Os alunos que não são naturalmente inclinados para este tipo de intelecto encontraram dificuldades pessoais sob a forma de stress, problemas sociais e assédio moral, não sendo atendidas as expectativas dos pais que resultam em conflitos pessoais, perdas, aumento do abuso de drogas e assim por diante.
Todos nós temos um exemplo de alguém em nossa vida, que era particularmente talentoso em algo que fazia na época da escola, mas não foi capaz de se encaixar no currículo, então essa pessoa encontrou alguns problemas e acabou em uma situação completamente insalubre de diferentes fatores que contribuíram para seus problemas. Talvez essa pessoa pode ser alguém lendo isso, ela poderia muito bem ser você (é triste ver como diversas habilidades são descartadas apenas por não se adequarem ao sistema atual).
Dieta, também desempenha um grande papel e isto será abordado posteriormente.


Um grande exemplo do reconhecimento da individualidade gerando objecto de recurso, foi com a Jungian Personality Types & Learning Style Preferences
. É de notar que temos visto pouca ou nenhuma vez a aplicação deste método em escolas públicas (A razão principal é o das finanças, novamente, a miopia de ações das pessoas entram em jogo).

http://pt.wikipedia.org/wiki/Classifica%C3%A7%C3%A3o_tipol%C3%B3gica_de_Myers_Briggs

Este Link fala um pouco sobre o método Myers Briggs

Os
Jungian Personality Types, também conhecido como o  Myers-Briggs Type Indicators, são uma forma de generalizar, mas ainda atraente para as personalidades únicas e estilos de aprendizagem de uma pessoa.  

Quer colocar um professor extrovertido com um grupo de alunos extrovertidos de alta energia?


O MBTI tipos de personalidade, é um grande passo para a aplicação de um ensino eficaz, especialmente nas fases adolescente e adulta de sua vida. É evidente que nos primeiros estágios de vida de uma criança, um tipo de personalidade não é "set" por assim dizer, existe espaço para a atualização e, portanto, permanece ambígua. Estes estágios iniciais, são um grande momento para ensinar a responsabilidade social, métodos de aprendizagem e maneiras de pensar, tais como o pensamento abstrato e linear. Uma abordagem mais atraente para as crianças é necessária, eles precisam de mais atenção e que é na sua idade precoce que deve ser ensinado as ferramentas necessárias para a inteligência. Uma criança, quando ainda livre de vontade e individualidade, está numa fase em suas vidas onde eles continuamente assimilam as informações, até atingir uma "massa crítica", onde finalmente começam a pensar por si próprios - isso ocorre em algum momento entre o início da puberdade e a adolescência. É nesta altura que os tipos de personalidade realmente começam a se cristalizar e os alunos são capazes de responder honestamente as perguntas com algum grau de auto-conhecimento, baseado nas informações que eles adquiriram em seus estágios iniciais de crescimento.


Professores com tipos de personalidade semelhantes aos seus alunos e formados em comunicação e psicologia cognitiva de base são capazes de ensinarem seus alunos com muito mais facilidade do que os tipos de personalidade opostas e com uma falta de compreensão dos meios de comunicação.

Algumas pessoas precisam de liderança, eles são subservientes por natureza e, portanto, um professor que seja um bom líder pode ajudar a orientá-los em sua própria independência através de várias técnicas de reforço ao ainda fornecer conhecimento suficiente para que alguém seja capaz de orientar-se.

Outras pessoas são dominantes, e precisam de um professor dominante para ser capaz de igualar-se à sua assertividade e entusiasmo, enquanto ainda proporcionando-lhes um vetor para a aprendizagem.

Professores intuitivos correspondem-se com estudantes intuitivos e terá um elevado nível de compreensão, e o professor também deve saber como mostrar os caminhos intuitivos de provar que seus sentimentos são corretos. Podem ir em palpites, mas com um grau de conhecimento junto com ele, que irá verificar que a intuição pode levar a um grau de inteligência elevado com grande facilidade de comunicação.




Representational systems

clique no link para saber mais...

O sistema de representação PNL também reconhece a ligação de alunos com professores que podem recorrer aos seus diversos vetores de aprendizagem. Estes tipos de aprendizagem são facilmente reconhecidos em uma idade adiantada, e os estudantes podem ser combinados com os professores e outros alunos do mesmo tipo de aprendizagem, a fim de criar uma facilidade especial e um fluxo no ambiente de aprendizagem. Harmonizando tipos de
personalidade dos alunos e estilos de aprendizagem uns com os outros reduz o atrito no ambiente de aprendizagem criando um melhor ambiente para aprender, permitindo que uma pessoa aprenda muito mais facilmente, graças à diminuição da dissonância cognitiva e distrações.

A auto-estima do aluno é construída através da interação social e um dos principais fatores na determinação do seu respeito entre os outros alunos não é apenas sua adequação com os outros, mas também nos seus talentos. O reforço da falha deve ser revisto e suprimido, apelando para aumentar os talentos de uma pessoa, reforçando simultaneamente os seus pontos fracos. Você não vai colocar um artista com pensamento natural abstrato, com um grupo de alunos com pensamento natural linear, ou vice-versa. Alguém que não é bom em matemática não deve ser colocado em uma sala de aula onde a sua fraqueza é reforçada, mas sim em um ambiente mais confortável, onde um professor e colegas possam encontrar a uniformização e conforto na sua aprendizagem. Para colocar alguém em uma sala de aula onde eles não conseguem acompanhar o currículo por causa de quem elas são, reforça a confiança do fracasso, causando uma miríade de problemas internos que acabarão por friccionar fora em seus colegas e posteriormente ser introduzidos na sociedade.


Cada pessoa tem um conjunto de talentos individuais até mesmo exclusivo deles, e cabe aos professores que sejam capazes de reconhecer e reforçar esses talentos e ainda aumentar as áreas de carência e fraqueza. Tipos de personalidade de acoplamento com grupos de talento não só será um grande reforço, mas também dará confiança nas suas capacidades, e um aumento na qualidade do trabalho. Quando o aluno encontra semelhança com seus colegas, eles são capazes de controlar cada vez mais seu próprio trabalho e comparar os métodos, e aperfeiçoam ainda mais os seus talentos no processo. Nós só vemos isso acontecer em uma idade mais avançada, geralmente em torno do tempo que uma pessoa entra no pós-secundário e em sua fase da vida adulta, mas o reforço destes métodos em idades mais precoces vai diminuir e, eventualmente, eliminar a possibilidade de um estudante "deslizar através das rachaduras" e recorrer a meios mesquinhos de fazer a sua vida devido a sua falta de confiança e suas habilidades não reconhecidas.

Na verdade, é a abordagem individual, que irá redimir a pessoa, o currículo que dá poder ao indivíduo e este, por sua vez vai redimir a sociedade de sua praga da ignorância.






******


Há um grande número de métodos à nossa disposição para aumentar a inteligência de um indivíduo e nós apenas começamos a arranhar a superfície. Colocando valor financeiro sobre os resultados de valor pessoal gera uma grande quantidade de danos para a saúde de um indivíduo, e a conseqüência é uma sociedade doente coletivamente. Valorizar a todos os conjuntos de talentos, por sua vez enriquecer cada indivíduo através da interação social e aprendizagem, todos nós fazemos parte de um todo e todos nós compensamos outra pessoa como a falta de um ou outro. Ninguém pode fazer tudo, mas certamente muitas pessoas trabalhando juntas podem, se eles têm o propósito e a determinação. Ao aumentar as nossas capacidades, também aumentamos a capacidade e o potencial da próxima geração e, eventualmente, produziremos mais gênios que pareceriam impossíveis para os nossos padrões atuais.


Estamos usando uma abordagem minimalista para a educação e o nosso resultado é um nível mínimo de inteligência e de utilização mínima do cérebro.

É hora de diferença.

Fonte-parceria: The Movement
Tradução: Pax Deum

2 comentários:

  1. Uma dúvida, os Illuminatis são racistas em relação aos negros?

    ResponderExcluir
  2. Nem com negros nem com nenhuma raça, se é que raça existe, mas porque esta pergunta?

    ResponderExcluir